16 março 2004

Pertinente correcção de Nuno Guerreiro

Com efeito devemos ser (eu particularmente) cuidadoso na aplicação de correcto de termos cuja significância poderá adulterar o que, de facto, pretndemos dizer.
Vem isto a propósito deste texto da Rua da Judiaria onde o Nuno Guerreiro define correctamente o significado de Judeus ortodoxos, heterodoxos, ultra-ortodoxos e extremistas religiosos judaicos.
Ora, em consonância, quando falo do terrorismo levado a cabo pelo Estado de Israel, devo precisar extremistas religiosos judaicos para não identificar todo um conjunto de cidadãos que, certamente, na sua maioria, não defende nem pactua com massacres de civis.
Aqui fica a minha correcção e o meu obrigado ao Nuno Guerreiro pelo muito que nos ensina na sua Rua da Judiaria.